É hora de radicalizar: todos à Marcha a Brasília e ao Acampamento Unificado!

16 Jul

Na última sexta-feira, 13, o governo federal tentou mais uma vez acabar com a greve da educação e do funcionalismo público federal. Na reunião de negociação com ANDES e SINASEFE, o Ministério do Planejamento apresentou uma proposta rebaixada, com um plano de carreira que não contempla a maioria dos professores e nem os funcionários técnico-administrativos. Mais uma enrolação que, com a ajuda da mídia, tentou dividir o movimento e confundir a população brasileira, alardeando que a pauta dos docentes havia sido concedida.

Felizmente, essa manobra não desmontou a greve unificada. Pelo contrário, aumentou a disposição de luta das categorias e a convicção de que é hora de radicalizar. A partir do dia 18, em Brasília, faremos uma grande Marcha e um acampamento para exigir a negociação com todos os setores em greve e o atendimento das nossas reivindicações. Vamos ocupar a Esplanada dos Ministérios e construir atividades unitárias com todas as categorias em greve. “A greve continua, Dilma a culpa é sua”.

Por que o governo federal não atende às nossas reivindicações?

Estamos cansados de ouvir que o governo não tem dinheiro para aumentar as verbas públicas destinadas à educação. No último dia 04, Guido Mantega, ministro da Fazenda, declarou a respeito do investimento de 10% do PIB para a educação pública: “Isso coloca em risco as contas públicas. Isso vai quebrar o Estado brasileiro”. Hoje, o governo federal diz que não pode conceder as pautas dos grevistas porque a crise econômica internacional está chegando ao país. Será que o problema é mesmo falta de dinheiro?

O Brasil viveu, recentemente, anos de crescimento econômico, muito propagandeado pelo governo, que se transformaram apenas em recordes de lucro dos bancos e grandes empresas, principalmente dos setores da construção civil e automobilístico. Enquanto isso, seguimos investindo nos últimos anos menos de 5% do PIB na educação pública. A prioridade é clara e está bem longe de ser a Educação. Agora, no Orçamento da União previsto para 2012, mais de 47% dos gastos públicos serão destinados ao pagamento dos juros e amortizações da dívida pública, ou seja, quase metade do investimento estatal irá para o mercado financeiro. Sobram 3,18% para a Educação e 3,98% para a Saúde. O motivo que impede o governo Dilma de negociar e atender às nossas reivindicações é, na verdade, seu compromisso com os banqueiros. No Brasil, com crescimento econômico ou crise, quem perde sempre é a Educação.

Reunião Ampliada do Comando Nacional de Greve Estudantil 

No dia 19, às 14h, vamos realizar no Acampamento Unificado uma reunião ampliada do nosso CNGE. O objetivo é reunir os delegados e estudantes de todo o país para debatermos a situação e os rumos de greve nacional da educação. Vamos compartilhar muitas experiências de todo o país e deliberar as próximas iniciativas políticas dos estudantes brasileiros. É o momento, portanto, de fortalecer e ampliar ainda mais a representatividade do CNGE, elegendo os nossos delegados nas assembleias das universidades e institutos federais.

Alerta Mercadante, quem negocia a greve é o Comando Nacional dos Estudantes

O Comando Nacional dos Estudantes, eleito em assembleia pelos estudantes em greve, é quem tem a legitimidade de negociar as pautas dos estudantes grevistas. Nesta segunda-feira, 16, descobrimos que será realizada mais uma reunião de negociação do MEC com a direção majoritária da UNE. Não é a primeira vez que o governo se reúne para desmobilizar a greve. Da última vez, a resposta dos estudantes foi nas ruas, intensificando as suas lutas e radicalizando a greve. Agora não será diferente. Exigimos negociação com o CNGE já. Ou o governo atende as pautas dos estudantes e de todas as categorias em greve, ou a greve vai continuar. Chega de enrolação! A greve é forte e tá na rua!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: