Tag Archives: orgulho

Lugar de greve geral é na rua!

28 Jun

Essa quinta feira 28/06 foi mais um dia de luta. Em frente aos Bancos Centrais do país atos foram organizados pelos 3 seguimentos da educação em greve. Neles a reivindicação central era a questão do orçamento do governo, que demanda aproximadamente 48% de sua receita para juros e amortização da dívida. Em contrapartida áreas que necessitam de investimentos emergênciais são deixadas de lado. Não acreditamos no discurso de que não há verbas para a educação. Precisamos de uma política economica que refletia as necessidades reais do povo brasileiro. Se não se investe em educação no Brasil é porque o governo prioriza os bancos ao invés da população.

O comando nacional de greve estudantil estava presente em Brasília hoje organizando o ato em conjunto com ANDES, FASUBRA e SINASEFE. Isso relfete a importante iniciativa de unificar as pautas e a luta da greve. Nosso movimento impulsionou hoje também a organização, via comando locais de greve de manifestações em defesa dos direitos LGBT.

Além disso, a organização do 3J vem aumentando em muitos Estados e nas universidades. Avançamos ainda mais no contato com os comandos locais de greve e os informes das mobilizações não param. É muito importante que os atos apresentem as pautas estudantis em manifestações de rua e pressionem as suas universidades para cumprir as demandas. Nacionalmente, precisamos aumentar a cobrança para que o MEC negocie com os estudantes grevistas através do CNGE. Esse recado deve ser dado em cada ato do 3-J com faixas, cartazes e máscaras dizendo “Alerta Mercadante: Quem negocia a greve é o Comando de Estudantes”.

Box: Por que o dia 28 foi escolhido como dia de luta LGBT?
Neste dia, há 42 anos, em Nova York, os/as LGBTs resolveram sair dos guetos e ir às ruas. Resistiram à repressão policial e mostraram o orgulho de expressar livremente sua sexualidade. Foram 2 dias de grandes enfrentamentos contra a ordem, inclusive fisicamente. Esse episódio ficou conhecido como a batalha de Stonewall.
Lembrar desse momento e uma obrigação dos/das lutadores/as em greve na construção de uma sociedade igualitária. A batalha por uma educação de qualidade só será completa com a incorporação do combate às opressões. E com muito orgulho chegamos ao final de mais um dia de greve tambem contra a homofobia, lesbofobia e transfobia.
A força da juventude em luta:
Este comando aprovou durante essa semana uma moção de repúdio a prisão do estudante chileno Pedro Quezada. O mesmo esteve preso durante meses por culpa da repressão à grande mobilização chilena pela educação. É com muito orgulho que informamos que por força da luta esse estudante foi solto hoje. Seguindo o exemplo dos estudantes chilenos, avancemos em nossa greve aqui no Brasil!